Royal Bank chumba nos testes de `stress` e tem de aumentar capital em 2,2 mil milhões de euros

| Economia

|

O Royal Bank of Scotland (RBS) chumbou nos testes de `stress`, segundo anunciou hoje o Banco de Inglaterra, tendo de aumentar o capital em 2.000 milhões de libras (2.200 milhões de euros) para reforçar a sua situação financeira.

O banco central britânico divulgou hoje os resultados dos testes de `stress` de sete grandes bancos britânicos (Lloyds Banking Group, HSBC, Barclays, RBS, Santander UK, Standard Chartered e Nationwide Building Society), para verificar a sua robustez e resistência face a uma crise financeira global.

O RBS, cujo capital é maioritariamente público (73%), surge na última posição nos testes de `stress` realizados pelo Banco de Inglaterra, embora se tenham identificados alguns problemas com o Barclays e o Standard Chartered.

No caso do HSBC, Lloyds Banking Group, Nationwide e Santander UK não foram identificados quaisquer problemas ao nível dos testes de `stress` efetuados pela entidade supervisora e reguladora britânica.

Segundo o relatório do Comité de Política Financeira do Banco de Inglaterra, o Barclays apresentou dificuldades nos testes de `stress`, mas não terá de se submeter a um novo plano para aumentar o seu capital, uma vez que já tomou medidas nesse sentido.

O Standard Chartered, por seu lado, também não terá de adotar mais medidas para aumentar o seu capital, pois já está a trabalhar nesse sentido, segundo o banco central britânico.

Estes são os terceiros testes de `stress` que o Banco de Inglaterra faz aos principais bancos do país, desde a crise financeira de 2007/2009.

A crise registada nesse período obrigou o Governo trabalhista de então a resgatar algunas instituições financeiras, caso do RBS.

Tópicos:

HSBC Lloyds Banking Group Nationwide, Inglaterra, Royal Bank,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.