São cada vez mais os trabalhadores precários no Estado

| Economia
São cada vez mais os trabalhadores precários no Estado

A ver: São cada vez mais os trabalhadores precários no Estado

Foto: José Manuel Ribeiro, Reuters

Nos últimos dois anos, a máquina do Estado reduziu-se em quase 50 mil funcionários públicos. Esta semana o relatório do FMI sobre a 10ª avaliação da troika revelou que o Governo já tem um novo programa de rescisões para o segundo trimestre de 2014. Mas o mesmo Estado que reduz funcionários e propõe a mobilidade especial para os que ainda estão no sistema está a usar programas ocupacionais para desempregados com vista a preencher postos de trabalho pagos pela metade do salário devido.

Uma investigação do Sexta às 9 concluiu que, desde que as delegações dos credores chegaram a Portugal, são cada vez mais as câmaras e as juntas de freguesia que recorrem a este mecanismo.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    A deriva independentista do nacionalismo catalão está a revelar-se mais grave do que Madrid previa inicialmente. Temos posições que não permitem qualquer margem para diálogo e que conduziram o processo a um impasse.

    Um ensaio do LNEC e do Instituto Superior Técnico, no âmbito do KnowRisk, evidencia a importância da tomada de medidas preventivas. Veja os vídeos e compare os dois casos.

    A Alemanha aproxima-se da data do escrutínio de 24 de Setembro com uma economia próspera: muita exportação, muita construção, receitas fiscais abundantes, orçamentos públicos excedentários. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.