Serviços mínimos para greve da TAP, PGA e SATA obrigam a ligações às regiões autónomas

| Economia

O Tribunal Arbitral definiu hoje serviços mínimos para a greve de 21 a 23 na TAP, PGA e SATA que obrigam à realização dos voos de ligação às regiões autónomas e de vários voos para a Europa e África.

De acordo com a decisão unânime do Tribunal Arbitral do Conselho Económico e Social (CES), os serviços mínimos obrigatórios implicam a realização de todos os voos da TAP e da PGA de ligação aos Açores e Madeira durante os três dias de greve.

Os serviços mínimos preveem também a realização de dois voos de ida para Angola e outros dois de volta durante o período de paralisação e um de ida e outro de volta para a Guiné.

Para o Brasil terão de ser assegurados dois voos de ida e outros dois de volta em cada um dos dias de greve.

Para cada um dos três dias de paralisação estão ainda previstos um voo de ida para França e outro de volta, assim como para o Luxemburgo e o Reino Unido.

A ligação de Portugal à Suíça será assegurada com dois voos de ida e outros dois de volta durante a paralisação.

Os serviços mínimos previstos para a SATA obrigam a uma ligação aérea diária entre o continente e as diversas ilhas dos Açores, desde que essas ligações existam normalmente.

Os três árbitros consideraram ainda de "realização obrigatória" os voos de regresso a Lisboa e Porto, os voos de emergência para assegurar a segurança de pessoas e bens, todos os voos militares e todos os voos de Estado.

O tribunal arbitral, presidido por Luis Menezes Leitão, afirmou no acórdão publicado pelo CES, que a decisão teve em conta a "duração prolongada da greve", a época em que se vai realizar (a Páscoa) e a possibilidade da aglomeração de passageiros nos aeroportos poder pôr em causa a segurança de pessoas e bens.

De acordo com a lei laboral, os nove sindicatos que convocaram a greve vão ter de assegurar a prestação dos serviços mínimos, identificando os trabalhadores que vão garantir os serviços.

Os sindicatos representativos dos trabalhadores da TAP, PGA e SATA entregaram o pré-aviso de greve para os dias 21, 22 e 23 de março em protesto contra os cortes salariais na companhia área.

Em fevereiro a TAP implementou os cortes salariais determinados para a função pública e as empresas do setor empresarial do Estado, que implicam reduções entre os 3,5% e os 10% para os salários acima de 1.500 euros.

Tópicos:

TAP PGA,

A informação mais vista

+ Em Foco

O criador dos óculos de realidade virtual está a desenvolver tecnologia que vai transferir jogos de vídeo para os campos de batalha.

Reunimos aqui reportagens sobre as forças de elite portuguesas, emitidas por ocasião dos 100 anos do Armistício que pôs fim à I Guerra Mundial.

    O coração de Lisboa foi palco do maior desfile militar dos últimos 100 anos no país, por ocasião do centenário do Armistício que pôs fim à I Grande Guerra.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.