S&P mantém inalterado `rating` de Espanha após pedido de resgate à banca

| Economia

A agência de notação financeira Standard & Poor`s (S&P) manteve hoje inalterada a nota da Espanha após a decisão do país de pedir um regate internacional, até 100 mil milhões de euros, destinado a recapitalizar a banca.

"A decisão do Governo espanhol (...) não tem efeito imediato sobre as nossas classificações para Espanha", disse em comunicado a agência de `rating`, que mantém a atribuição ao país da nota `BBB+`, dentro do grau de investimento.

Ainda segundo a empresa de notação de risco, o valor máximo do empréstimo que poderá ser atribuído à Espanha cobre as necessidades estimadas, quer no cenário-base da Standard & Poor`s, quer num cenário de agravamento das perdas de crédito.

Caso a Espanha recorra à totalidade dos 100 mil milhões de euros postos à sua disposição, a Standard & Poor`s estima que a dívida pública do país vai superar os 80 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) entre 2012 e 2014.

A Espanha fez este fim-de-semana um pedido formal de ajuda financeira externa para salvar o sistema bancário do país, num programa que pode ascender a 100 mil milhões de euros.

O valor final será determinado depois de concluídas as avaliações independentes ao sistema solicitadas por Madrid.

Tópicos:

Interno Bruto PIB, Standard & Poor,

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    A deriva independentista do nacionalismo catalão está a revelar-se mais grave do que Madrid previa inicialmente. Temos posições que não permitem qualquer margem para diálogo e que conduziram o processo a um impasse.

    Um ensaio do LNEC e do Instituto Superior Técnico, no âmbito do KnowRisk, evidencia a importância da tomada de medidas preventivas. Veja os vídeos e compare os dois casos.

    A Alemanha aproxima-se da data do escrutínio de 24 de Setembro com uma economia próspera: muita exportação, muita construção, receitas fiscais abundantes, orçamentos públicos excedentários. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.