S&P mantém inalterado `rating` de Espanha após pedido de resgate à banca

| Economia

A agência de notação financeira Standard & Poor`s (S&P) manteve hoje inalterada a nota da Espanha após a decisão do país de pedir um regate internacional, até 100 mil milhões de euros, destinado a recapitalizar a banca.

"A decisão do Governo espanhol (...) não tem efeito imediato sobre as nossas classificações para Espanha", disse em comunicado a agência de `rating`, que mantém a atribuição ao país da nota `BBB+`, dentro do grau de investimento.

Ainda segundo a empresa de notação de risco, o valor máximo do empréstimo que poderá ser atribuído à Espanha cobre as necessidades estimadas, quer no cenário-base da Standard & Poor`s, quer num cenário de agravamento das perdas de crédito.

Caso a Espanha recorra à totalidade dos 100 mil milhões de euros postos à sua disposição, a Standard & Poor`s estima que a dívida pública do país vai superar os 80 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) entre 2012 e 2014.

A Espanha fez este fim-de-semana um pedido formal de ajuda financeira externa para salvar o sistema bancário do país, num programa que pode ascender a 100 mil milhões de euros.

O valor final será determinado depois de concluídas as avaliações independentes ao sistema solicitadas por Madrid.

Tópicos:

Interno Bruto PIB, Standard & Poor,

A informação mais vista

+ Em Foco

O primeiro registo de imagem de uma posse presidencial na América é de março de 1857, quando James Buchanan se tornou o 15.º Presidente.

    Em entrevista à RTP, na hora da despedida de Lisboa, a embaixatriz dos Estados Unidos, Kim Sawyer, conta a sua história de vida.

      Amir Ashour é o primeiro iraquiano a dar a cara pelos direitos gay no seu país. Em segurança na Suécia, revela à RTP episódios de tortura e de rejeição.

        Nos 60 anos da Gulbenkian, a RTP deu uma volta pelo museu da fundação e continua a mostrar as obras mais significativas.