Xangai encerra restaurante com estrela Michelin por falta de licença

| Economia

As autoridades de Xangai (China) obrigaram a encerrar o restaurante Taian Table por funcionar sem licença, pouco depois de obter uma estrela no primeiro guia Michelin da cidade, noticiou hoje o jornal local Shanghai Daily.

O Taian Table, dirigido pelo chefe de cozinha alemão Stefan Stiller, foi um dos 26 restaurantes reconhecidos com estrelas pelo guia Michelin de Xangai, que foi apresentado esta semana e é o primeiro na China.

No entanto, desde quinta-feira está afixado na porta um aviso do que o estabelecimento suspendeu o seu funcionamento para "uma revisão interna".

O Gabinete de Gestão e Supervisão do Mercado do distrito Changning, em Xangai, responsável pelo encerramento do restaurante, justificou a sua decisão alegando que o local carecia das licenças necessárias de negócios e de `catering`.

Em Xangai, qualquer restaurante deve contar com uma autorização geral de negócios, emitido pelo Gabinete de Comércio e Indústria da cidade, e com outro específico para os serviços de comida, concedido pela Administração de Fármacos e Alimentos.

O estabelecimento pediu ambas as autorizações no passado mês de abril, quando abriu portas, mas estas foram-lhe negadas por se encontrar num edifício residencial.

As autoridades locais, refere o jornal, advertiram em várias ocasiões o Taian Table sobre a sua situação de irregularidade, mas apenas o fecharam depois de ter sido identificado pelo guia Michelin como um dos mais destacados de Xangai.

Stiller declarou ao jornal que pretende transferir o seu restaurante para um local que cumpra os requisitos das autoridades e que espera reabrir em novembro.

Tópicos:

Changning, Fármacos, Michelin, Shanghai Daily, Xangai,

A informação mais vista

+ Em Foco

São relatos e provas perturbadores que abrem a possibilidade de Hugo Abreu e Dylan Araújo da Silva terem sido alvo de homicídio qualificado e omissão de auxílio no Exército.

    O processo de abertura digital de Cuba está a ser marcado pelo anúncio de um projeto que fará chegar o serviço de Wi-Fi ao Malecón, Havana, até ao final de 2016.

      O contrato do Benfica com a NOS pode ser revisto em alta, confirma o administrador financeiro da SAD, Domingos Soares de Oliveira, sem revelar o tipo nem o valor da majoração.

        Uma rubrica do site da RTP e do Jornal 2 dentro do contexto evocativo do centenário da Grande Guerra. Será emitida todas as segundas-feiras.