André Silva estreia-se nos convocados do FC Porto para o União da Madeira

| FC Porto

A estreia de André Silva, avançado da equipa B, é o destaque nos convocados do FC Porto para o jogo de sábado com o União da Madeira, da nona jornada da I Liga de futebol.

Além da chamada de André Silva e do regresso do defesa Maxi Pereira, após cumprir castigo, o treinador espanhol Julen Lopetegui chamou ainda para a deslocação à Madeira o médio Sérgio Oliveira, o avançado Varela e o guarda-redes Raúl Gudiño.

Fora dos eleitos, em relação ao jogo com o Sporting de Braga (0-0), ficaram Cissokho, Brahimi, a recuperar de uma lesão contraída no jogo com os `arsenalistas`, e Osvaldo, com queixas de uma mialgia de esforço.

O argelino Brahimi ainda realizou esta manhã um teste físico para avaliar da possibilidade de poder viajar com a comitiva portista e integrar as opções de Julen Lopetegui, que, no entanto, se revelou negativo.

De acordo com a nota publicada no sítio dos `dragões`, no treino de hoje, Lopetegui não teve à disposição Maicon e Brahimi, que recuperam de lesões, tendo ambos efetuado tratamento e ginásio, e Osvaldo, que fez tratamento a uma mialgia na coxa direita.

O FC Porto, segundo classificado a dois pontos do líder Sporting, defronta, pelas 18:30 de sábado, o União da Madeira, 15.º com seis, em jogo da nona jornada a disputar no Estádio da Madeira e que terá arbitragem de Bruno Paixão, da Associação de Futebol de Setúbal.

Lista de 20 convocados:

- Guarda-redes: Helton, Casillas e Raúl Gudiño.

- Defesas: Maxi Pereira, Martins Indi, Marcano e Layún.

- Médios: André André, Imbula, Evandro, Herrera, Rúben Neves, Danilo e Sérgio Oliveira.

- Avançados: André Silva, Aboubakar, Bueno, Varela, Tello e Corona.

Tópicos:

Gaia, Layún Médios André André Imbula Evandro Herrera Rúben Neves Danilo Sérgio, Lopetegui, Raúl Gudiño Defesas Maxi, Sporting,

Pesquise por: Gaia, Layún Médios André André Imbula Evandro Herrera Rúben Neves Danilo Sérgio, Lopetegui, Raúl Gudiño Defesas Maxi, Sporting,

A informação mais vista

+ Em Foco

O antigo procurador-geral da República do Brasil revelou à RTP que já recebeu várias ameaças de morte e defendeu uma reforma profunda do sistema político brasileiro.

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

    O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.