Liverpool "desforra-se" da derrota na Taça

| Inglaterra

Essien não evita golo do Liverpool
|

O Liverpool vingou-se hoje da derrota na final da Taça de Inglaterra, ao golear (4-1) o Chelsea, na 37. jornada da Liga inglesa de futebol, resultado que deixa os "blues" praticamente fora da Liga dos Campeões.

  Três dias depois de conquistar a Taça de Inglaterra, o Chelsea, em gestão de esforços e com o português Paulo Ferreira no "onze", permitiu uma pequena "vingança" ao Liverpool - finalista vencido na Taça de Inglaterra por 2-1, em jogo que ficou marcado pela polémica decisão do árbitro de não validar uma bola que poderá ter entrado na baliza do checo Petr Cech.  
 
    No embate de hoje, e no espaço de 10 minutos, os "reds" construíram uma vantagem irrecuperável: o ganês Michael Essien empurrou a bola para a própria baliza, aos 19 minutos, o inglês Jordan Henderson, assistido pelo argentino Maxi Rodríguez, fez o 2-0, aos 25, e o dinamarquês Daniel Agger ampliou para 3-0, aos 29.  
 
    O golo de honra do Chelsea foi assinado pelo antigo jogador do Benfica, o brasileiro Ramires, já depois do intervalo (50 minutos), mas não foi suficiente para travar a vitória contrária, reconfirmada por Jonjo Shelvey, aos 61 minutos.   
 
    O resultado afasta matematicamente os "blues" do apuramento para a Liga dos campeões, ficando a presença na edição de 2012/2013 dependente da vitória na final de Munique a 20 de maio, frente ao Bayern Munique.   
 
      

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.