Treinador do CSKA vai continuar ser selecionador da Rússia até final do Europeu

| Futebol Internacional

Legenda da Imagem
|

O CSKA de Moscovo, da primeira divisão russa de futebol, anunciou hoje que o seu treinador, Leonid Slutsky, vai continuar a ser selecionador do país até ao final do Europeu de 2016, em França.

O russo, que conseguiu qualificar a seleção para o Europeu depois de substituir o italiano Fabio Capello e eliminou o Sporting nos 'play-off' da Liga dos Campeões, vai continuar a manter os dois cargos depois do "princípio de acordo" alcançado entre o técnico, o clube e a Federação Russa de Futebol (UFR).

O presidente da UFR, Vitaly Mutkó, que é também o ministro do Desporto no país, assegurou que a permanência de Slutsky na seleção depois do Europeu vai depender dos resultados e afirmou também que, se o russo quiser continuar a ser selecionador depois da competição, vai ter de abandonar o banco do CSKA.

A informação mais vista

+ Em Foco

O antigo procurador-geral da República do Brasil revelou à RTP que já recebeu várias ameaças de morte e defendeu uma reforma profunda do sistema político brasileiro.

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

    O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.