Gil Vicente de regresso à I Liga ainda só com 11 jogadores

por Lusa
Pedro A. Pina - RTP

O Gil Vicente, que regressou esta época à I Liga de futebol, iniciou esta quarta-feira os trabalhos para a temporada 2019/20 com exames médicos e testes físicos a cinco jogadores de um plantel ainda só de 11 atletas.

O guarda-redes Wellington, os defesas Edwin e Henrique Gomes, o médio Leo Cordeiro e o avançado Lourency, hoje oficializado como reforço, foram os jogadores que compareceram numa clínica de Barcelos, ficando os restantes seis atletas - Alex Pinto, Ruben Fernandes, Rodrigo Prato, Ahmed Isaiah, Soares e Márcio Meira - para os próximos dias.

De regresso à I Liga quatro anos depois, o Gil Vicente terá na experiência do técnico Vítor Oliveira um dos seus trunfos.

O veterano treinador, de 65 anos, que já subiu à I Liga 11 clubes, o último dos quais o Paços de Ferreira na época passada, vai ter que operar uma autêntica revolução numa equipa que, no ano transato, competiu no Campeonato de Portugal, equivalente à terceira divisão.

Para já, são oito os reforços de um plantel ainda muito indefinido e composto atualmente por apenas 11 elementos.

O experiente central Rúben Fernandes (ex-Portimonense) e o médio brasileiro Soares (ex-Arouca), também já com vários anos de futebol português, são os atuais destaques.

O Náutico, do Brasil, revelou na segunda-feira, no seu sítio oficial, que o guarda-redes Bruno Diniz vai representar o clube minhoto, mas o Gil Vicente ainda não oficializou a contratação.

O primeiro jogo de preparação está marcado para o dia 10 de julho frente ao Cerveira, durante o estágio em Melgaço que vai decorrer de 07 a 13 do referido mês.

Em 13 de julho, o Gil Vicente defronta o Berço, também em Melgaço, no dia 18 o Boavista (em Lousada), enquanto, em locais ainda por definir, vai defrontar no dia 10 de julho o Desportivo de Chaves, no dia 24 o Moreirense e no dia 27 o Desportivo das Aves.

O Gil Vicente, que disputou na última época o Campeonato de Portugal, foi reintegrado na época que se vai iniciar no principal escalão, em consequência do ‘caso Mateus’.

O clube de Barcelos foi despromovido à II Liga na época 2006/07, por alegada irregularidade na utilização de Mateus, avançado atualmente no Boavista, tendo a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) anunciado a reintegração na I Liga em 12 de dezembro de 2017, na sequência de uma decisão do Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa, em 2016.
Tópicos
pub