Meyong vai jogar no Kabuscorp de Angola

| V. Setúbal

Exclusivo
Meyong vai jogar em Angola a partir de fevereiro
|

Está consumado o acordo entre o Vitória de Setúbal e o Kabuscorp, de Angola, para a transferência do goleador Meyong, que mudará de clube em fevereiro. Os valores da transferência foram mantidos em sigilo.

Meyong, o melhor marcador desta edição da Liga portuguesa, autor de 13 dos 18 golos do Vitória de Setúbal na presente temporada, é reforço do Kabuskorp de Angola.

O acordo foi selado ao início da tarde, num hotel de Lisboa, entre os presidentes Fernando Oliveira e Bento Kangamba.

Meyong fará ainda mais 4 jogos pelos sadinos, mas no inicio do mês de Fevereiro vai integrar o estágio da equipa angolana em Portugal. O Girabola, campeonato angolano, arranca no inicio de Março.

O Vitória de Setúbal viu-se obrigado a deixar sair o principal artilheiro a troco de uma verba que os presidentes dos dois clubes não quiseram revelar, mas assegura o direito de preferência pelo lateral direito Lunguinha e a garantia de forte investimento do clube angolano, depois do emblema sadino resolver o processo dos terrenos com a Câmara Municipal.

Em jeito de confidência, o presidente do Vitória revelou à Antena1 que foi abordado recentemente pelo líder portista, Pinto da Costa, manifestando interesse na aquisição de Meyong. No entanto, o "excelente" negócio com o Kabuscorp já estava alinhavado, o que impediu eventuais negociações com os campeões nacionais em título.

Tópicos:

Angola, Girabola, Kabuscorp, Vitória de Setúbal, Meyong,

Pesquise por: Angola, Girabola, Kabuscorp, Vitória de Setúbal, Meyong,

A informação mais vista

+ Em Foco

O presidente da Câmara dos Comuns é, digamos assim, o equivalente ao presidente da Assembleia da República em Portugal.

Neste Manual do Brexit, explicamos em 12 pontos o que está em causa e os cenários que se colocam.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      A entrevista ao ativista de Direitos Humanos para o programa Olhar o Mundo.