Muitas ausências nos convocados do Sporting

| Futebol Nacional

Dois dos ausentes
|

O Sporting anunciou esta quarta-feira os convocados para o jogo com o Arouca, da primeira jornada da fase de grupos da Taça da Liga de futebol, com o técnico Jorge Jesus a deixar de fora muitos dos habituais titulares.

Rui Patrício, Zeegelaar, Adrien, William Carvalho, Bryan Ruiz, Bas Dost e Gelson Martins ficam de fora por opção do técnico, enquanto Rúben Semedo está castigado e Schelotto está a contas com uma lesão que o vai afastar da equipa durante cerca de quatro semanas.

Jorge Jesus vai aproveitar para dar oportunidade a alguns dos jogadores menos utilizados do plantel, com Douglas, Petrovic, Meli, Ricardo Esgaio, Azbe Jug e Matheus Pereira a regressarem aos convocados.

O jogo entre o Sporting e o Arouca está agendado para hoje, pelas 18:15, no estádio José Alvalade, numa partida que será dirigida pelo lisboeta Hugo Miguel.

Lista de 18 convocados:

- Guarda-redes: Beto e Azbe Jug.

- Defesas: Jefferson, Coates, Paulo Oliveira, Douglas, João Pereira e Ricardo Esgaio.

- Médios: Petrovic, Elias, Bruno César, Marcelo Meli e Markovic.

- Avançados: Campbell, André, Castaignos, Matheus Pereira e Alan Ruiz.

 

 

Tópicos:

Arouca Alcochete úbal, Douglas Petrovic Meli Esgaio Azbe Jug, Esgaio Médios Petrovic Elias Bruno César, Patrício Zeegelaar Adrien William Carvalho Bryan Ruiz Bas Dost,

Pesquise por: Arouca Alcochete úbal, Douglas Petrovic Meli Esgaio Azbe Jug, Esgaio Médios Petrovic Elias Bruno César, Patrício Zeegelaar Adrien William Carvalho Bryan Ruiz Bas Dost,

A informação mais vista

+ Em Foco

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Doze meses depois da eleição presidencial de 8 de novembro de 2016, com Donald Trump ao leme da Casa Branca, os Estados Unidos mudaram. E o mundo afigura-se agora mais perigoso.

        Uma caricatura do mundo em que vivemos.