A prisão que embala o berço

| Grande Reportagem
A prisão que embala o berço

Foto: Pedro A. Pina

Na prisão de Tires há um pavilhão que se chama «Casa das Mães». Nele vivem, actualmente, 29 mulheres e 24 crianças. Para lá das regras, das grades e das celas com portas de ferro, há desenhos na parede para colorir os dias dos filhos de mães-reclusas.

A lei permite que uma reclusa possa viver com o filho na prisão, excepcionalmente, até aos 5 anos. Grande parte das crianças começa a fazer a transição para o mundo exterior a partir dos 3 anos. 

No Estabelecimento Prisional de Tires há creche e a poucos metros a «Casa das Mães». Um pavilhão criado há 16 anos para as mães-reclusas poderem estar mais tranquilas com os filhos. 

Aqui, há meninos com poucos dias e crianças quase a dizerem adeus. Todos tentam transmitir uma certa normalidade, mas uma prisão será sempre uma prisão, sobretudo quando se fecham as portas.

«A prisão que embala o berço» é uma grande reportagem de Rita Colaço para ouvir aqui.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 260 episódios, o projeto chegou às mais diversas áreas: saúde, engenharias, astronomia, tecnologia, química, história, filosofia, desporto ou geografia.

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.