Foto: Stefan Wermuth/Reuters

Descoberta de segundo código no ADN ajuda a clarificar mutações genéticas em doentes

Um grupo de cientistas norte-americanos descobriu um segundo código no ADN (ácido desoxirribonucleico), que permite clarificar as mutações genéticas em doentes. A descoberta é publicada esta sexta-feira na revista Science e contraria o que se pensava até agora, ou seja, que o ADN das células continha apenas a informação necessária à produção das proteínas do organismo.

O professor de Genética da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa Carolino Monteiro explica à Antena1 que “o que está em causa é a compreensão destas alterações no ADN, porque sabíamos que existem milhões de variações no ADN que tradicionalmente se dizia que não tinham qualquer interferência no fenótipo, isto é, naquilo que nós somos”.

“Esta nova informação vem clarificar que afinal há muita dessa informação que tem importância, inclusivamente não para fazer proteínas diferentes, mas para fazer uma quantidade de proteína diferente”, esclarece.

  • .Corrigir
  • .Leia-me
  • .Imprimir
  • .Enviar
  • .Partilhar
  • .Aumentar
  • .Diminuir