Resíduos de petcoke na Gafanha da Nazaré

Um pó tem pintado de negro as casas da Gafanha da Nazaré e assustado os moradores. São resíduos de petcoke, um combustível barato e potencialmente perigoso, que está a ser movimentado no porto de Aveiro, há dois anos, sem licença ambiental.

O importador e responsável pelo transporte destas partículas negras até Souselas é a cimenteira CIMPOR.

Apesar dos perigos de saúde pública latentes, a empresa nunca informou as autoridades, como lhe competia, do que estava a acontecer.

Só pediu licença no final do ano passado, meio ano depois da Direção Geral de Energia os ter intimado a regularizar a situação.

Até hoje, o processo ainda está por concluir.

  • .Corrigir
  • .Leia-me
  • .Imprimir
  • .Enviar
  • .Partilhar
  • .Aumentar
  • .Diminuir