Legia de Varsóvia cancela viagens organizadas de adeptos ao estrangeiro

| Liga dos Campeões

Legenda da Imagem
|

O Legia de Varsóvia suspendeu as viagens organizadas para os seus adeptos em deslocações ao estrangeiro, depois dos desacatos em Madrid, na terça-feira, anunciou hoje o clube polaco de futebol.

Um dia depois dos incidentes de que resultaram 13 detidos em Madrid, o porta-voz do clube, Sweryn Dmowski, explicou no Twitter que o Legia de Varsóvia tomou esta decisão de forma "unilateral e sem intervenção da UEFA".

Dmowski repudiou o comportamento dos adeptos que estiveram na capital espanhola, para assistir ao jogo com o Real Madrid, do grupo F da Liga dos Campeões, do qual também fazem parte o Sporting e a equipa alemã Borussia Dortmund.

A equipa de Cristiano Ronaldo venceu o campeão polaco por 5-1, num jogo em que o português não marcou, mas fez duas assistências.

Hoje, a polícia espanhola comunicou que deteve 13 adeptos polacos por incidentes antes e após o jogo com os 'merengues'.

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    A Alemanha foi a votos com uma economia próspera. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.

      Em entrevista exclusiva ao "Olhar o Mundo" aquele que já foi o mais novo primeiro-ministro da União Europeia (2014-2016) aconselha Portugal a apostar nas novas tecnologias e na juventude do país.

      O ímpeto independentista ganhou força, motivado pela crise e pelas divergências em relação ao Estatuto da Autonomia da Catalunha.