Legia de Varsóvia cancela viagens organizadas de adeptos ao estrangeiro

| Liga dos Campeões

Legenda da Imagem
|

O Legia de Varsóvia suspendeu as viagens organizadas para os seus adeptos em deslocações ao estrangeiro, depois dos desacatos em Madrid, na terça-feira, anunciou hoje o clube polaco de futebol.

Um dia depois dos incidentes de que resultaram 13 detidos em Madrid, o porta-voz do clube, Sweryn Dmowski, explicou no Twitter que o Legia de Varsóvia tomou esta decisão de forma "unilateral e sem intervenção da UEFA".

Dmowski repudiou o comportamento dos adeptos que estiveram na capital espanhola, para assistir ao jogo com o Real Madrid, do grupo F da Liga dos Campeões, do qual também fazem parte o Sporting e a equipa alemã Borussia Dortmund.

A equipa de Cristiano Ronaldo venceu o campeão polaco por 5-1, num jogo em que o português não marcou, mas fez duas assistências.

Hoje, a polícia espanhola comunicou que deteve 13 adeptos polacos por incidentes antes e após o jogo com os 'merengues'.

A informação mais vista

+ Em Foco

Houve aldeias ceifadas e vidas destruídas. O medo viveu ao lado de histórias de heroísmo. Contamos as estórias que agora preenchem dezenas de aldeias esquecidas, muitas pintadas a cinza.

    O incêndio de Pedrógão Grande provocou a morte de 64 pessoas e deixou mais de 200 pessoas feridas. Revisitamos os últimos dias com fotografias e imagens aéreas captadas com recurso a um drone.

      É uma tragédia sem precedentes que vai marcar para sempre o país. O incêndio de Pedrógão Grande fez 64 mortos mais de duas centenas de feridos. Há dezenas de deslocados.

      Nodeirinho é a aldeia mártir do incêndio de Pedrógão Grande. É uma aldeia em ruínas, repleta de casas queimadas e telhados no chão. Um cenário de desolação e dor.