Agente dos serviços de inteligência alemães preso por suspeita de cooperação com o Daesh

| Mundo

|

Um homem contratado em abril pelo Serviço de Proteção da Constituição (BfV) para observar as atividades de islamitas no país foi preso por ter fornecido informações sensíveis aos extremistas. As autoridades de Dusseldórfia já estão a investigar o caso.

O serviço de inteligência interno da Alemanha comunicou que conseguiu “descobrir um islamita suspeito entre os seus associados”. O homem de 51 anos nascido em Espanha possui cidadania alemã e converteu-se ao Islão radical em 2014 através de um processo de recrutamento por telefone.

Acredita-se que terá jurado lealdade ao pregador e recrutador austríaco Mohamed Mahmoud, radical que tem lutado com o autoproclamado Estado Islâmico na Síria. A família do suspeito afirma não ter conhecimento da sua relação com o ISIS.

Citado pelo diário britânico The Guardian, o porta-voz do serviço da Alemanha para a Proteção da Constituição revela que o homem foi acusado de revelar segredos da agência e de tentar “passar informações sensíveis sobre o BfV que poderiam ter colocado em risco” a entidade.
Risco de atentado bombista
O acusado, que tinha previamente trabalhado num banco, já confessou que o seu objetivo foi infiltrar-se no BfV e reunir informações para levar a cabo um ataque terrorista na sede da agência, na cidade de Colónia (oeste da Alemanha). Admitiu ainda ter feito declarações ao autoproclamado Estado Islâmico sob um nome falso através da Internet.A mesma agência afirmou este mês que cerca de 40 mil islâmicos vivem na Alemanha, entre os quais aproximadamente 9.200 são conservadores ou salafistas.

A agência dos serviços de inteligência, por sua vez, afirmou desconhecer completamente as intenções de um ataque bombista. “Até agora não existem provas de que exista uma ameaça concreta”, declarou o porta-voz.

A atividade do homem foi descoberta por um informador da agência que se fez passar por simpatizante do Estado Islâmico de modo a conseguir conversar com o suspeito através da Internet. Durante o diálogo, ambos discutiram um possível ataque à sede do BfV.

Tópicos:

Alemanha, BfV, Estado Islâmico, ISIS, Serviço Federal da Alemanha para a Proteção da Constituição,

A informação mais vista

+ Em Foco

O presidente da AICEP condena a saída de Portugal de divisas no valor 10 mil milhões de euros para paraísos fiscais, sem a existência de fiscalização e publicação.

Aos 31 anos, a astrofísica portuguesa Catarina Fernandes confessou à RTP que sempre gostou de astronomia e não esquece a primeira visita ao Planetário de Lisboa.

    O antigo Presidente disse na entrevista à RTP que fora apanhado “completamente de surpresa” pelas acusações contra o antigo primeiro-ministro na Operação Marquês.

    A RTP disponibiliza agora uma nova aplicação: apresenta as notícias do dia em texto, vídeo e áudio, alertas de última hora e as emissões da RTP3 e Antena 1.