Austrália aprova lei para alargar tempo de prisao de terroristas de alto risco

| Mundo

O Parlamento australiano aprovou uma lei que vai permitir manter na prisão os terroristas considerados de alto risco depois de terem cumprido a sua pena.

"O plano é uma resposta necessária perante a ameaça grave que representa o terrorimo para a Austrália e o seu povo", disse o ministro da Justiça, Michael Keenan, antes da aprovação da nova lei na noite de quinta-feira.

O regime de detenção contínua, que foi apoiado pela oposição trabalhista, tem um período de até dez anos.

A Austrália elevou a "alto" o seu alerta terrorista em setembro de 2014 e desde então reforçou a segurança e aprovou uma série de leis antiterroristas para evitar que se produzam atentados no seu solo, que tem sido cenário de ataques isolados.

O atual alerta "provável", vigente desde novembro de 2015, foi justificado com base na informação "credível" dos serviços secretos que indica que um grupo de pessoas tem intenção e capacidade de levar a cabo um ato terrorista na Austrália.

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    A deriva independentista do nacionalismo catalão está a revelar-se mais grave do que Madrid previa inicialmente. Temos posições que não permitem qualquer margem para diálogo e que conduziram o processo a um impasse.

    Um ensaio do LNEC e do Instituto Superior Técnico, no âmbito do KnowRisk, evidencia a importância da tomada de medidas preventivas. Veja os vídeos e compare os dois casos.

    A Alemanha aproxima-se da data do escrutínio de 24 de Setembro com uma economia próspera: muita exportação, muita construção, receitas fiscais abundantes, orçamentos públicos excedentários. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.