Austrália aprova lei para alargar tempo de prisao de terroristas de alto risco

| Mundo

O Parlamento australiano aprovou uma lei que vai permitir manter na prisão os terroristas considerados de alto risco depois de terem cumprido a sua pena.

"O plano é uma resposta necessária perante a ameaça grave que representa o terrorimo para a Austrália e o seu povo", disse o ministro da Justiça, Michael Keenan, antes da aprovação da nova lei na noite de quinta-feira.

O regime de detenção contínua, que foi apoiado pela oposição trabalhista, tem um período de até dez anos.

A Austrália elevou a "alto" o seu alerta terrorista em setembro de 2014 e desde então reforçou a segurança e aprovou uma série de leis antiterroristas para evitar que se produzam atentados no seu solo, que tem sido cenário de ataques isolados.

O atual alerta "provável", vigente desde novembro de 2015, foi justificado com base na informação "credível" dos serviços secretos que indica que um grupo de pessoas tem intenção e capacidade de levar a cabo um ato terrorista na Austrália.

A informação mais vista

+ Em Foco

A Câmara Municipal de Lisboa está a colocar blocos de betão em passeios de zonas da capital portuguesa com grande fluxo de turistas.

A dois dias das eleições gerais em Angola a coligação CASA-CE, liderada por um dissidente da UNITA, encerrou a campanha eleitoral num grande comício com milhares de jovens em Luanda.

Morreu o ator norte-americano Jerry Lewis, um dos maiores nomes da comédia na Sétima Arte. Tinha 91 anos e morreu em casa em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A caminho das autárquicas a Antena 1 fixa o país em 20 retratos.