Director da CIA avisa Trump: cancelar acordo com o Irão seria uma "loucura"

| Mundo

|

O director cessante da CIA, John Brennan, advertiu o presidente entrante, Donald Trump, contra a concretização das suas anunciadas intenções de cancelar o acordo nuclear com o Irão. Fazê-lo seria, segundo Brennan, "o cúmulo da loucura".

O director da CIA, citado pela agência Reuters, considera que o eventual cancelamento do acordo com o Irão seria contraproducente, tornando mais provável que o Irão e outros países adquirissem efectivamente armamento nuclear.

Segundo Brennan, numa entrevista hoje difundida pela BBC, esse cancelamento "poderia levar a um programa de armamento dentro do Irão, que induzisse outros Estados da região a embarcarem nos seus próprios programas". Por isso, acrescentou, "seria o cúmulo da loucura se a próxima Administração rasgasse esse acordo".

Por outro lado, Brennan advertiu Trump contra expectativas ilimitadas na cooperação com a Rússia: "Espero que haja uma melhoria nas relações entre Washington e Moscovo (...) O presidente eleito Trum e a nova Administração precisam de estar de sobreaviso sobre as promessas russas".

Tópicos:

Acordo, CIA, Irão, John Brennan, Nuclear,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.