EUA entregam lote de armamento a Israel para repor perdas em Gaza

| Mundo

A ofensiva contra a Faixa de Gaza tem consumido mais munições ao Exército de Israel do que estava previsto
|

O Pentágono decidiu entregar ao Exército israelita um lote de granadas e cargas de morteiro que tinha armazenadas em Israel desde há vários anos.

O secretário de imprensa do Pentágono, almirante John Kirby, anunciou que irá ser entregue ao Exército israelita uma "reserva estratégica" de granadas de 40 mm e de munições de morteiro de 120 mm. Essa reserva já se encontrava depositada em território israelita, ao abrigo de um programa designado como War Reserves Stock Allies-Israel (WRSA-I).

Segundo declarou Kirby, "ambos os tipos de munição foram uma reserva WRSA-I durante vários anos, muito antes da presente crise. Todas essas em WRSA-I, tal como a lei exige, excedem as necessidades dos EUA".

No entanto, Kirby admitiu uma ligação entre o fornecimento feito ao Exército israelita e o gasto de munições que este tem tido durante a actual ofensiva contra a Faixa de Gaza. Foi a parte israelita que pediu o fornecimento, há 10 dias, embora sem ter invocado nenhuma emergência.

A decisão contradiz os apelos que os EUA, oficialmente, têm emitido para que se proclame um cessar-fogo, nomeadamente aquele que foi reiterado no domingo pelo presidente Barack Obama. A responsabilidade política é, por outro lado, relativizada pelo porta-voz do Pentágono que afirma: "Entregar munições da reserva WRSA-I foi estritamente uma decisão de intendência e não era necessária autorização da Casa Branca".

Segundo este responsável militar, "os Estados Unidos estão empenhados na segurança de Israel e é vital para os interesses nacionais dos EUA ajudar Israel a desenvolver e manter uma capacidade forte e de prontidão em matéria de auto-defesa (...) esta venda é consistente com esses objetivos".



Tópicos:

EUA, Gaza, armamento, munições, reserva, Israel,

A informação mais vista

+ Em Foco

O vice-presidente do Brasil assegura que a democracia brasileira nunca esteve tão forte como agora. Entrevista exclusiva à RTP.

Em entrevista exclusiva aos enviados especiais da RTP, o cardeal Baltazar Porras declara apoio ao autoproclamado presidente interino, Juan Guaidó.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.