Êxito ou fracasso em Marte?

| Mundo

A Europa e a Rússia colocaram uma sonda na órbita de Marte e terá já chegado à superfície do planeta um módulo de investigação.
Sabe-se que chegou, mas ainda é cedo para perceber se a missão está a ter sucesso.
No Jornal 2 Miguel Gonçalves recorda a importância o evento e explica porque só amanhã estará a Agência Espacial Europeia (ESA) em condições de confirmar se seis minutos de "amartagem" resultaram em êxito ou fracasso de nove meses de missão.

Há boas notícias sobre a sonda Trace Gas Orbiter - está na órbita de Marte.

Pelas 4 da tarde, hora portuguesa, chegava a confirmação de que o módulo Schiaparelli entrava na atmosfera marciana, a uma velocidade de 21 mil quilómetros por hora. Tudo indica que aterrou, resta saber se em boas condições.

Perdeu-se o sinal do Schiaparelli, a esperança reside agora nos dados do Orbiter da NASA.

A sua missão é de peso, se tudo correr como o previsto nos próximos dias vai fazer medições sobre a temperatura, a pressão, e o vento em marte.

Alimentado por baterias tem um tempo máximo de vida de uma semana, mas os cientistas da ESA acreditam que será o tempo suficiente.

Esta é a primeira etapa da missão Exomars, desenvolvida pela Agência Espacial Europeia e a Rússia. Nos próximos 4 anos outras missões conjuntas se seguirão sempre com o objetivo de tentar saber se há, ou houve, vida no planeta vermelho.

A informação mais vista

+ Em Foco

Ao longo desta semana, há vozes com sotaque de Nações Unidas para ouvir na Antena 1 e no site da RTP. Testemunhos de estrangeiros em Portugal recolhidos a poucos dias de António Guterres assumir a liderança da ONU.

    Nasceu em 1951 e já foi um local com uma vida própria e entusiasmante nos arredores de Cascais. Ao longo dos anos, o Edifício Cruzeiro foi-se degradando. Agora terá nova vida.

      Um velho enigma pode estar explicado: por que continua a ilha de Santa Maria a erguer-se acima do nível do mar? Ricardo Ramalho resume para o site da RTP a investigação mais recente.

        Uma rubrica do site da RTP e do Jornal 2 dentro do contexto evocativo do centenário da Grande Guerra. Emitida todas as segundas-feiras.