Hillary Clinton gostava de ver um dia uma mulher na presidência dos EUA

| Mundo

A Secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, garantiu hoje não pretender voltar a candidatar-se à presidência dos EUA, mas manifestou o desejo de ver um dia uma mulher a chegar à Casa Branca.

Ao observar que o processo político nos Estados Unidos é difícil e muito dependente da angariação de fundos, Clinton considera, por isso, difícil chegar à presidência, mas disse acreditar que, mesmo assim, um dia uma mulher conseguirá a eleição como presidente.

Quando questionada sobre as suas intenções políticas, durante um evento em Calcutá, na Índia, Clinton disse não pretender voltar a candidatar-se à presidência dos EUA, mas que deseja apenas voltar a "respirar fundo".

Tópicos:

Calcutá,

A informação mais vista

+ Em Foco

A capital portuguesa é cada vez mais um lugar de turismo. E, de ano para ano, o comércio tradicional tem vindo a transformar-se.

    Há vários portugueses contaminados com glifosato. A sua presença foi detetada com valores elevados no norte e centro do país.

    Apenas cinco por cento da quantia total dos dois primeiros programas de assistência a Atenas tiveram como destino os cofres do Estado. O restante foi parar às mãos dos credores.

      Completam-se agora 100 anos sobre o início da beligerância portuguesa. Uma data assinalada pela RTP com a publicação online dos seus mais significativos materiais de arquivo sobre o tema.