Hillary Clinton gostava de ver um dia uma mulher na presidência dos EUA

| Mundo

A Secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, garantiu hoje não pretender voltar a candidatar-se à presidência dos EUA, mas manifestou o desejo de ver um dia uma mulher a chegar à Casa Branca.

Ao observar que o processo político nos Estados Unidos é difícil e muito dependente da angariação de fundos, Clinton considera, por isso, difícil chegar à presidência, mas disse acreditar que, mesmo assim, um dia uma mulher conseguirá a eleição como presidente.

Quando questionada sobre as suas intenções políticas, durante um evento em Calcutá, na Índia, Clinton disse não pretender voltar a candidatar-se à presidência dos EUA, mas que deseja apenas voltar a "respirar fundo".

Tópicos:

Calcutá,

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    A Alemanha foi a votos com uma economia próspera. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.

      Em entrevista exclusiva ao "Olhar o Mundo" aquele que já foi o mais novo primeiro-ministro da União Europeia (2014-2016) aconselha Portugal a apostar nas novas tecnologias e na juventude do país.

      O ímpeto independentista ganhou força, motivado pela crise e pelas divergências em relação ao Estatuto da Autonomia da Catalunha.