Hillary Clinton gostava de ver um dia uma mulher na presidência dos EUA

| Mundo

A Secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, garantiu hoje não pretender voltar a candidatar-se à presidência dos EUA, mas manifestou o desejo de ver um dia uma mulher a chegar à Casa Branca.

Ao observar que o processo político nos Estados Unidos é difícil e muito dependente da angariação de fundos, Clinton considera, por isso, difícil chegar à presidência, mas disse acreditar que, mesmo assim, um dia uma mulher conseguirá a eleição como presidente.

Quando questionada sobre as suas intenções políticas, durante um evento em Calcutá, na Índia, Clinton disse não pretender voltar a candidatar-se à presidência dos EUA, mas que deseja apenas voltar a "respirar fundo".

Tópicos:

Calcutá,

A informação mais vista

+ Em Foco

As primeiras eleições democráticas para o poder local realizaram-se a 12 de dezembro de 1976.

Somos todos iguais, diz a Lei. E na prática? Dez associações portuguesas lançam uma ideia para a comunidade e as caras da RTP destacam a desigualdade que mais as preocupa.

    Nos caminhos para Mossul cruza-se a vontade de conquista e a desesperança de quem foge da guerra. A Antena 1 nos territórios que já foram do Estado Islâmico. Iraque: os dias do desespero, reportagem de José Manuel Rosendo.

      Imagine que a boneca ou o robô que comprou para os seus filhos está a transmitir, via áudio, tudo o que se passa lá em casa. E esse não é o maior perigo.