Jornalista Barbara Walters, pioneira da televisão norte-americana, anuncia saída

| Mundo

A jornalista mais famosa da televisão norte-americana, Barbara Walters, primeira mulher a animar uma emissão diária em 1976, anunciou no domingo que se vai reformar no próximo ano.

Walters, de 83 anos, começou a carreira no jornalismo televisivo em 1961 como co-apresentadora da emissão matinal da estação NBC "The Today Show".

Quinze anos mais tarde, mudou-se para o canal corrente ABC para co-apresentar o jornal televisivo de grande audiência "Evening News", numa estreia para uma mulher jornalista.

Mas foi como o programa diário "The View", que criou em 1997 e do qual continua a ser co-apresentadora, que Barbara Walters se tornou numa verdadeira estrela do pequeno ecrã norte-americano.

Neste programa de grande êxito, mulheres e animadoras falam da atualidade diária e dão a sua opinião sobre quase tudo.

"Sinto-me muito feliz com a minha decisão", afirmou Walters na página eletrónica da ABC, acrescentando "estar ainda mais feliz" pela continuação do "The View" depois da sua saída.

Ao longo da carreira, Barbara Walters entrevistou personalidades políticas como o líder histórico cubano (1976-2008) Fidel Castro, o antigo presidente do Egito Anwar al-Sadat (1970-1981), o antigo primeiro-ministro israelita Menahem Begin (1977-1983), e todos os presidentes dos Estados Unidos e primeiras damas desde o mandato de Richard Nixon (1969-1974), e celebridades como o cantor norte-americano Michael Jackson, o ator Tom Cruise e a atriz Angelina Jolie.

Tópicos:

ABC, Egito Anwar, NBC,

A informação mais vista

+ Em Foco

A primeira-ministro britânica descarta um segundo referendo, por considerar que não vai solucionar a encruzilhada que o Reino Unido enfrenta.

Xi Jinping passou dois dias em Lisboa, na primeira visita de Estado a Portugal desde que é Presidente da República Popular da China. Foram assinados vários acordos bilaterais.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      O processo de degelo na Gronelândia acelerou substancialmente nas últimas décadas. Os investigadores alertam para o perigo da subida do nível da água do mar.