Morreu escritor a ativista político cubano Carlos Franqui

| Mundo

O escritor e activista político cubano Carlos Franqui, importante figura da Revolução Cubana que mais tarde se tornou num dos maiores críticos de Fidel Castro, faleceu aos 89 anos.

Carlos Franqui faleceu na quinta feira, 15 de abril, em Porto Rico, depois de uma curta hospitalização devido a problemas de coração e brônquios, revelou Andres Candelario, amigo da família.

Filho de um camponês, Franqui aderiu aos movimentos de esquerda ainda jovem, entrou e saiu do Partido Comunista e enveredou pelo jornalismo, altura em que se terá junto à rebelião de Castro contra o ditador Fulgencio Batista.

Tópicos:

Fidel, Franqui San,

A informação mais vista

+ Em Foco

Várias organizações de defesa dos Direitos Humanos exigem uma investigação rigorosa.

A morte do advogado foi conhecida há dois anos, no Natal, mas existem vários indícios de que a possa ter simulado.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.