País paralisado devido a greve de funcionários públicos e de outros

| Mundo

Os funcionários públicos, de empresas estatais, portos e bancos iniciaram hoje na Grécia uma greve de 24 horas, e os trabalhadores dos hospitais públicos só trabalharão quatro horas em Atenas e Salónica.

Sob o lema "Revoltar-se contra a chantagem da União europeia (UE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI)" para protestar contra o novo programa de cortes, a Confederação de Trabalhadores de Grécia, que tem 1,5 milhões de filiados, convocou a greve para os trabalhadores das empresas que estão na lista das privatizações até 2015.

Os serviços ferroviários não funcionarão durante todo o dia, bem como o comboio que liga a capital ao aeroporto internacional de Atenas, "Elefterios Venizelos".

Tópicos:

Atenas, Monetário,

A informação mais vista

+ Em Foco

Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

    Entrevista Olhar o Mundo a um dos autores e investigadores militares mais reconhecidos do mundo anglo-saxónico.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.