Polícia das Ilhas Fiji colabora com Interpol para investigar ligações aos talibãs

| Mundo

A polícia das Ilhas Fiji disse hoje que está a trabalhar com a Interpol para investigar informações de que militantes nacionais se juntaram aos talibãs.

Apesar de a Liga Muçulmana das Fiji rejeitar essas informações, o diretor do departamento de investigação da polícia criminal, Luke Rawalai, disse à AFP que as mesmas "estão a ser seriamente levadas em consideração".

O responsável disse que a eventual associação de nacionais das Fiji aos Talibãs violaria as leis antiterrorismo do arquipélago e que seria tratada como um "crime grave".

Um porta-voz dos talibãs no Paquistão disse à AFP há cinco semanas que "receberam algumas pessoas das Fiji" para as suas fileiras no final do ano passado.

Tópicos:

Fiji, Muçulmana,

A informação mais vista

+ Em Foco

Várias organizações de defesa dos Direitos Humanos exigem uma investigação rigorosa.

A morte do advogado foi conhecida há dois anos, no Natal, mas existem vários indícios de que a possa ter simulado.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.