Tensão político-militar na Crimeia deixa Rússia e Ucrânia à beira da guerra

| Mundo
Tensão político-militar na Crimeia deixa Rússia e Ucrânia à beira da guerra

A ver: Tensão político-militar na Crimeia deixa Rússia e Ucrânia à beira da guerra

Foto: Baz Ratner, Reuters

Depois de a câmara alta do Parlamento de Moscovo ter autorizado o reforço do contingente militar russo da Crimeia, as autoridades interinas de Kiev decidiram colocar as Forças Armadas ucranianas em alerta de combate. O novo poder político da Ucrânia avisa mesmo que qualquer intervenção armada da Rússia na península autónoma levará a uma guerra entre os dois países. Perante este quadro, sucedem-se os apelos internacionais para que o Kremlin respeite a soberania do país vizinho.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Mira Amaral considera que nacionalizar o Novo Banco seria um tremendo disparate, até porque o Estado já vai ter dificuldades em aumentar o capital na Caixa Geral de Depósitos.

A organização do Festival da Canção criou um documento “não exaustivo” de exemplos de bandeiras que não são aceites no concurso - nove ao todo, entre estas a bandeira basca.

    Cinco homens, quatro mulheres, nove candidatos à posição de secretário-geral da Organização das Nações Unidas. Incluindo o antigo primeiro-ministro português António Guterres.

      Completam-se agora 100 anos sobre o início da beligerância portuguesa. Uma data assinalada pela RTP com a publicação online dos seus mais significativos materiais de arquivo sobre o tema.