Tribunal de Kiev condena José Estaline

| Mundo

José Estaline e outros dirigentes soviéticos foram considerados culpados de "genocídio do povo ucraniano em 1932-1933" pelo Tribunal de Apelação de Kiev, anunciou hoje o Serviço de Segurança da Ucrânia.

"No dia 13 de Janeiro, o Tribunal de Apelação [equivalente ao Tribunal da Relação em Portugal] examinou o processo penal sobre o Holodomor [genocídio] na Ucrânia em 1932-1933. E confirmou as conclusões tomadas pelos juízes de instrução do Serviço de Segurança da Ucrânia, segundo as quais os dirigentes do regime totalitário bolchevique organizaram o genocídio do povo ucraniano em 1932-1933", lê-se num comunicado daquele serviço.

Os outros dirigentes soviéticos reconhecidos culpados são os colaborades de Estaline Viatcheslav Molotov, Lazar Kaganovitch e Pavel Postichev, bem como Stanislav Kossior, primeiro-secretário do Partido Comunista da Ucrânia, Vlas Tchubar, dirigente do Governo ucraniano, e Mendel Khataievitch, secretário do Comité Central do Partido Comunista da Ucrânia.

Tópicos:

Apelação, Estaline Kiev, Estaline Viatcheslav Molotov Lazar Kagaitch, Holodomor [genocídio] Ucrânia,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.