UE vai apoiar com 900 milhões a integração da América Central

| Mundo

A Comissão Europeia (CE) vai apoiar o programa de desenvolvimento da América Central com 900 mihões de euros para os próximos seis anos, anunciou na sexta-feira o seu presidente, José Manuel Durão Barroso.

Durão Barroso, que participa na Cimeira de Chefes de Estado e de Governo do Sistema de Integração Centro-Americana (SICA), disse aos jornalistas que dos 900 milhões de euros, 120 milhões serão destinados à cooperação regional e os restantes à cooperação bilateral.

"Esta é uma manifestação muito concreta da nossa solidariedade para com esta região", precisou o presidente da CE, indicando que a cooperação incidirá sobretudo nas áreas de integração económica, segurança e alterações climáticas.

Nesse sentido, Durão Barroso disse que o "desafio comum" das duas regiões será desenhar programas que aumentem o impacto visível dos efeitos da integração regional.

Tópicos:

Cimeira, Integração,

A informação mais vista

+ Em Foco

Passaram sete anos desde o início das “Primaveras Árabes”. Regimes mudaram, guerras civis rebentaram, houve conflitos que alteraram dinâmicas regionais e vazios de poder que deram origem a Estados falhados.

Veja ou reveja a primeira entrevista de Rui Rio depois de ter sido eleito presidente do PSD.

Na hora da despedida da liderança social-democrata, as juventudes partidárias olham para o legado do ex-primeiro-ministro, com uma pergunta em mente: se Portugal não falhou, o que dizer de Pedro Passos Coelho?

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.