Ciclista Bruno Pires assina pela equipa suíça Roth-Skoda

| Outras Modalidades

Bruno Pires assinou contrato por dois anos com a equipa suíça Roth-Skoda, do terceiro escalão mundial, informou o ciclista português que correu na Tinkoff-Saxo nas últimas quatro temporadas.

"Chegou o momento de anunciar que nos próximos dois anos farei parte do novo projeto Roth-Skoda, que solicitou a licença profissional continental para 2016. Trata-se de um projeto que tem o objetivo de ir crescendo no ciclismo internacional e ajudar a criar e desenvolver os jovens talentos suíços", escreveu na sua página do Facebook.

Bruno Pires estava sem contrato, depois de a Tinkoff-Saxo ter optado por não renovar o vínculo laboral com o corredor português, que representava a formação russa desde 2012.

Profissional desde 2002, o ciclista de 34 anos esteve oito épocas em Portugal, com passagens nas filiais da Maia e na Barbot-Siper, antes de assinar pela Leopard Trek em 2011.

A informação mais vista

+ Em Foco

O antigo procurador-geral da República do Brasil revelou à RTP que já recebeu várias ameaças de morte e defendeu uma reforma profunda do sistema político brasileiro.

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

    O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.