Ivo Oliveira 11.º na prova de 1 km contrarrelógio dos Europeus de ciclismo de pista

| Outras Modalidades

|

O ciclista português Ivo Oliveira foi 11.º classificado na prova de um quilómetro contrarrelógio do Campeonato da Europa de pista de elite, disputado no velódromo de Saint-Quentin-en-Yvelines, França.

O corredor português cumpriu as quatro voltas à pista em 1.02,720 minutos, demorando mais 2,035 segundos do que o vencedor, o francês Quentin Lafargue.

Lafargue, que completou a corrida em 1.00,685 minutos, bateu o alemão Eric Engler, segundo, por 0,122 segundos e o checo Tomas Babek, terceiro, por 0,281.

João Matias foi o outro ciclista nacional a participar na corrida de um quilómetro contrarrelógio dos Europeus de ciclismo de pista, ficando na 21.ª posição, a 5,842 segundos do vencedor.

António Barbio foi o 21.º classificado na corrida de scratch, prova ganha pelo suíço Gael Suter, seguido pelo polaco Adrian Teklinski e pelo holandês Wim Stroetinga.

A seleção portuguesa volta a competir no velódromo de Saint-Quentin-en-Yvelines na quinta-feira, através de João Matias, que integrará o pelotão da disciplina de eliminação.

 

 

Tópicos:

Eric Engler, Saint Quentin Yvelines, Tomas Babek,

Pesquise por: Eric Engler, Saint Quentin Yvelines, Tomas Babek,

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    A deriva independentista do nacionalismo catalão está a revelar-se mais grave do que Madrid previa inicialmente. Temos posições que não permitem qualquer margem para diálogo e que conduziram o processo a um impasse.

    Um ensaio do LNEC e do Instituto Superior Técnico, no âmbito do KnowRisk, evidencia a importância da tomada de medidas preventivas. Veja os vídeos e compare os dois casos.

    A Alemanha aproxima-se da data do escrutínio de 24 de Setembro com uma economia próspera: muita exportação, muita construção, receitas fiscais abundantes, orçamentos públicos excedentários. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.