Lenine Cunha conquista ouro nos Mundiais de atletismo paralímpico

| Outras Modalidades

Legenda da Imagem
|

O atleta português Lenine Cunha conquistou hoje a medalha de ouro no triplo salto F20 (deficiência intelectual) nos Mundiais de atletismo do Comité Paralímpico Internacional (IPC), que decorrem em Doha, no Qatar.

Lenine Cunha, que há dias terminou na quarta posição a final do salto em comprimento, arrecadou o ouro com a marca de 14,16 metros, a sua melhor marca pessoal.

O grego Evangelos Kabavos (13,50) e o holandês Ranki Obenoi (13,48) arrecadaram as medalhas de prata e bronze, respetivamente.

Esta foi a segunda medalha conquistada por atletas portugueseses, depois do ouro onseguido por Luís Gonçalves na prova dos 400 metros T12 (deficiência visual).

Portugal está representado nos Mundiais de atletismo IPC, que terminam sabado, por 23 atletas.

Tópicos:

Comité Paralímpico, Doha, Ranki Obenoi,

Pesquise por: Comité Paralímpico, Doha, Ranki Obenoi,

A informação mais vista

+ Em Foco

A revelação foi feita durante uma entrevista exclusiva à RTP à margem da cimeira de CPLP, que decorreu esta semana em Cabo Verde.

Em entrevista à RTP, Graça Machel revela que o grande segredo de Nelson Mandela era fazer sentir a cada pessoa com quem falava que era a mais importante.

O economista guineense Carlos Lopes, em entrevista à RTP, considera que a Europa tem discutido as migrações e outras questões africanas, sem consultar os africanos.

    Apesar da legislação contra estas situações, os Estados Unidos são dos países que mais importam produtos em risco de serem produzidos através de trabalhos forçados.