340 mortos em acidentes na estrada desde o ínicio do ano

| País

Os acidentes nas estradas portuguesas provocaram, deste o início do ano, 340 vítimas mortais, menos 9,5 por cento do que em 2011, indicam dados hoje divulgados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

A ANSR, que reúne dados da PSP e da GNR, indica que, entre 01 de janeiro e 31 de julho, 340 pessoas morreram em consequência de acidentes rodoviários, menos 36 do que em igual período do ano passado, quando morreram 376.

Segundo a ANSR, os distritos do Porto, com 54 vítimas mortais, de Lisboa, com 45, e Aveiro, com 31, foram os que registaram o maior número de mortos nos primeiros sete meses do ano.

Évora e Guarda foram os distritos com menos vítimas mortais, tendo-se registado três mortos em cada um deles.

Os dados provisórios, que apenas dizem respeito às mortes no local do acidente ou no caminho para o hospital, referem também que 1.174 pessoas ficaram gravemente feridas entre janeiro e julho, menos 12,4 por cento em relação ao mesmo período do ano passado.

De acordo com a ANSR, nos primeiros sete meses do ano sofreram ainda ferimentos ligeiros nos acidentes rodoviários 19.750 pessoas, menos 2.940 do que em 2011.

Tópicos:

Aveiro, Rodoviária ANSR,

A informação mais vista

+ Em Foco

Num mundo de matemáticas, 28-1 é igual a 27. Mas num mundo de finanças o Brexit, agora oficializado, pode significar que 28-1 é igual a 27+1.

    A operação decorreu há três semanas no Hospital de Santa Marta em Lisboa e o paciente falou à RTP.

    Em entrevista exclusiva à RTP, Le Pen conta como foi expulso do partido que fundou em 1972 pela própria filha, a atual candidata Presidencial.

    A operação Via Livre, da Guarda Nacional Republicana, vai realizar-se até 2 de abril em autoestradas e vias reservadas a automóveis e motociclos de todo o país.