A direção certa da Educação segundo Nuno Crato

| País
A direção certa da Educação segundo Nuno Crato

Foto: lusa

O ministro da Educação, Nuno Crato, diz que os calendários partidários e eleitorais não devem prejudicar as políticas implementadas no setor da Educação.

O reforço do conhecimento essenciais dos alunos, o reforço da avaliação externa, uma maior autonomia das escolas e o reforço da inovação são apenas alguns dos exemplos enumerados pelo ministro da Educação para descrever as linhas gerais que orientaram a sua equipa na tutela da Educação.

Nuno Crato passou pelo 36º aniversário da UGT, assinalado em Lisboa,  e fez um rasgado auto-elogio. O ministro deixou, no seu discurso, os exemplos que considera serem positivos para apontar a "direção certa" na área educativa.

O ministro reforça a sua ideia com o facto de haverem estudos internacionais que confirmam que o que foi feito e está a ser executado pela sua equipa é mesmo o melhor para o ensino em Portugal.

Num momento em que ainda se fala da polémica colocação de professores, e consequente falta de aulas dos alunos, Nuno Crato entende que tanto alunos como docentes beneficaram das políticas do atual governo. 

A informação mais vista

+ Em Foco

Foi há 50 anos que o Homem partiu para a Lua. De Cabo Canaveral, nos EUA, seguiram três astronautas para colocar os nomes na história da humanidade.

Ouvido pela RTP, o artista chinês mostra-se convicto de que Hong Kong e Macau não serão, no futuro, controlados pela China.

Começa a legislatura do Parlamento Europeu saído das últimas eleições. Conheça aqui os eurodeputados portugueses e as suas prioridades.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.