Cavaco Silva convencido de que caso Relvas vai ser esclarecido "com transparência"

| País

O Presidente da República, Cavaco Silva, disse hoje, em Singapura, estar convencido que o caso que envolve o ministro Miguel Relvas e o jornal Público "acabará por ser esclarecido com a devida transparência", escusando-a a fazer mais comentários.

"A mais de 15 mil quilómetros de distância, as polémicas que lá correm [em Portugal] chegaram aqui de forma imprecisa. Eu estou convencido de que tudo acabará por ser esclarecido e com a devida transparência, mas não devo acrescentar mais nada", afirmou Cavaco Silva, em declarações aos jornalistas, à margem de uma visita de Estado que está a realizar a Singapura.

Questionado sobre se considera que tem faltado transparência ao processo, o Presidente português reiterou que não deve acrescentar "mais nada sobre este assunto".

Tópicos:

Relvas,

A informação mais vista

+ Em Foco

Meio século depois, o Parlamento soviético dos finais da Guerra Fria repudiou o Pacto. Decorridos mais 30 anos, Putin quer reabilitá-lo.

    A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.