CIP arrasa descida da TSU

| País
CIP arrasa descida da TSU

Os patrões juntam-se ao coro de críticas às mexidas na Taxa Social Única. A CIP considera que o desemprego vai aumentar e também se queixa de que não foi ouvida sobre as medidas de austeridade.

A Confederação Industrial reagiu esta tarde à medidas anunciadas por Passos Coelho e detalhadas por Vitor Gaspar, dizendo que ela não serve no contexto atual da economia portuguesa.

António Saraiva diz que os benefícios que possa trazer às empresas a redução da TSU correm o risco de ficar completamente anulados pela contração do mercado interno, visto a mesma "ser conseguida à custa de um aumento das contribuições por parte dos trabalhadores".

O presidente da Confederação Empresarial Portuguesa (CIP) junta-se ao coro de críticas às mexidas na Taxa Social Única. Um coro onde já estão sindicatos, empresários, partidos da oposição e inclusivamente nomes ligados aos partidos que suportam a maioria.

Foi, de resto, o anúncio desta medida que levou António José Seguro a Belém esta manhã, para uma conversa com Cavaco Silva.

(Com Daniel Belo e Marcos Celso)

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    A Alemanha foi a votos com uma economia próspera. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.

      Em entrevista exclusiva ao "Olhar o Mundo" aquele que já foi o mais novo primeiro-ministro da União Europeia (2014-2016) aconselha Portugal a apostar nas novas tecnologias e na juventude do país.

      O ímpeto independentista ganhou força, motivado pela crise e pelas divergências em relação ao Estatuto da Autonomia da Catalunha.