Dois militares portugueses feridos sem gravidade no Afeganistão

| País

Dois militares portugueses sofreram ferimentos ligeiros durante o treino de tiro de manutenção da força estacionada em Cabul, no Afeganistão, informou o gabinete de relações públicas do Estado-Maior General das Forças Armadas (EMGFA).

Em comunicado, o EMGFA refere que o acidente, ocorrido com uma metralhadora pesada Browning, provocou ferimentos ligeiros nos membros inferiores de dois militares portugueses estacionados em Cabul.

Os ferimentos foram provocados por estilhaços que atingiram um dos membros inferiores de um primeiro sargento e os membros inferiores de um soldado, que receberam tratamento médico no Hospital Militar Alemão, situado no aquartelamento de Camp Warehouse, onde se encontra a companhia de comandos.

Os militares feridos, que estão a ser acompanhados por enfermeiros portugueses do destacamento nacional, já contactaram directamente com os familiares para as tranquilizarem, acrescenta o comunicado do EMGFA.

O acidente ocorreu no Centro de Treino Multinacional de Cabul, local de treino regular e onde na altura se encontravam 40 militares a treinar.


A informação mais vista

+ Em Foco

Cavalo de Troia. Mãe de todos os tratados. As designações ficam aquém do que está a ser forjado por Washington e Bruxelas.

    Uma rubrica do site da RTP e do Jornal 2 dentro do contexto evocativo do centenário da Grande Guerra. Será emitida todas as segundas-feiras.

      Desde que saiu do Real Madrid para voltar ao Chelsea (de onde foi despedido uma segunda vez), o nome do português foi sempre cogitado para a sucessão de Sir Alex Ferguson.

        Aldo Casas, um dos dirigentes históricos da esquerda argentina, analisa a evolução de Bergoglio e a sua longa marcha até ao trono pontifício.