Dois militares portugueses feridos sem gravidade no Afeganistão

| País

Dois militares portugueses sofreram ferimentos ligeiros durante o treino de tiro de manutenção da força estacionada em Cabul, no Afeganistão, informou o gabinete de relações públicas do Estado-Maior General das Forças Armadas (EMGFA).

Em comunicado, o EMGFA refere que o acidente, ocorrido com uma metralhadora pesada Browning, provocou ferimentos ligeiros nos membros inferiores de dois militares portugueses estacionados em Cabul.

Os ferimentos foram provocados por estilhaços que atingiram um dos membros inferiores de um primeiro sargento e os membros inferiores de um soldado, que receberam tratamento médico no Hospital Militar Alemão, situado no aquartelamento de Camp Warehouse, onde se encontra a companhia de comandos.

Os militares feridos, que estão a ser acompanhados por enfermeiros portugueses do destacamento nacional, já contactaram directamente com os familiares para as tranquilizarem, acrescenta o comunicado do EMGFA.

O acidente ocorreu no Centro de Treino Multinacional de Cabul, local de treino regular e onde na altura se encontravam 40 militares a treinar.


A informação mais vista

+ Em Foco

Ao longo desta semana, há vozes com sotaque de Nações Unidas para ouvir na Antena 1 e no site da RTP. Testemunhos de estrangeiros em Portugal recolhidos a poucos dias de António Guterres assumir a liderança da ONU.

    Nasceu em 1951 e já foi um local com uma vida própria e entusiasmante nos arredores de Cascais. Ao longo dos anos, o Edifício Cruzeiro foi-se degradando. Agora terá nova vida.

      Um velho enigma pode estar explicado: por que continua a ilha de Santa Maria a erguer-se acima do nível do mar? Ricardo Ramalho resume para o site da RTP a investigação mais recente.

        Uma rubrica do site da RTP e do Jornal 2 dentro do contexto evocativo do centenário da Grande Guerra. Emitida todas as segundas-feiras.