Esquadra 711 da Força Aérea desactivada

| País

O Comando da Zona Aérea dos Açores anunciou a desactivação temporária da Esquadra 711, sedeada na Base das Lajes, que passa a dispor de destacamentos dos novos helicópteros "Merlin" e dos aviões Aviocar C-212.

Um comunicado do Comando adianta que a desactivação da Esquadra 711, que era composta pelos antigos helicópteros "Puma" e por Aviocar, foi efectuada hoje numa cerimónia interna presidida pelo Comandante Operacional da Força Aérea, tenente-general Alfredo Cruz.

A Força Aérea Portuguesa justifica a substituição da esquadra pelos destacamentos devido ao "reajustamento dos novos equipamentos e conceitos que visam aumentar a sua capacidade de eficiência e operacional".

Em declarações à agência Lusa, um responsável do Comando da Base Aérea 4 das Lajes, ilha Terceira, garantiu que continuarão em permanência na região três helicópteros EH101 "Merlin" e três aviões de busca e salvamento Aviocar.

A mesma fonte explicou que os helicópteros destacados no Açores ficam, agora, dependentes da Esquadra 751, do Montijo, e os Aviocar da Esquadra 502, de Sintra.

A Esquadra agora desactivada, denominada "711 Albatrozes" tinha sido criada em 19 de Outubro de 1993, tendo realizado nas ilhas 447 missões de busca e salvamento, 145 das quais em Aviocar e as restantes 302 em "Puma".

Realizou, também, 2.095 missões de evacuações médicas inter-ilhas, ao longo de 24.038 horas de voo, contribuindo para salvar 2.759 vidas, das quais 1.123 no Aviocar e 1.636 nos Puma.

Desde 1994, data em que começaram a ser efectuadas evacuações de mulheres grávidas das ilhas açorianas mais pequenas para aquelas onde existe uma unidade hospitalar, nasceram a bordo dos "Puma" 16 crianças e dos Aviocar outras seis.

O primeiro nascimento verificou-se entre as ilhas Graciosa e Terceira, tendo nascido a bordo o jovem Luís Miguel, actualmente com 13 anos.

Desde Novembro do ano passado, quando se iniciaram as operações com os EH101 "Merlin", já nasceram a bordo destes novos aparelhos três crianças.


A informação mais vista

+ Em Foco

A Girl Move Academy existe há quatro anos com o objetivo de criar uma geração de mulheres líderes.

    Em entrevista à RTP, o paquistanês Ahmad Nawaz recorda o ataque de 2014 a uma escola de Peshawar.

    Fotografias da autoria do artista berlinense Martin Dammann lançam luz sobre o lado mais obscuro da Wehrmacht.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.