Igreja Católica entende declarações de D. Januário Torgal como opinião pessoal

| País
Igreja Católica entende declarações de D. Januário Torgal como opinião pessoal

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) classifica as acusações de corrupção que D. Januário Torgal Ferreira fez ao governo como uma opinião pessoal.

Em declarações à Antena1, o porta-voz da CEP, Manuel Morujão, afirma que estão em causa declarações pessoais do bispo das Forças Armadas. “Certamente que os nossos bispos apelam sempre à justiça social, mas aqui trata-se simplesmente de declarações a nível pessoal”, refere.

Questionado pelo jornalista Frederico Moreno se essas afirmações de D. Januário Torgal Ferreira espelham algum mal-estar da Igreja Católica em relação à atuação do executivo, Manuel Morujão responde desta forma: “Não é propriamente esse o papel da CEP. Não me vou declarar sobre uma afirmação pessoal de um determinado senhor bispo”. “Cada um é responsável por aquilo que afirma”, acrescenta.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à Antena 1, o presidente do PS elogia a chamada "geringonça", mas coloca reservas quanto à hipótese de ter BE e PCP num futuro executivo socialista.

    As famílias já pediram o repatriamento, mas o MNE diz que ainda não tem uma solução.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.