Investigadora afirma que estereótipos sobre raparigas e rapazes são nocivos para crescimento e sexualidade

| Educação
Investigadora afirma que estereótipos sobre raparigas e rapazes são nocivos para crescimento e sexualidade

Foto: Lusa

Uma investigadora portuguesa da London School of Economics and Political Science avisa que os estereótipos podem prejudicar os mais novos. O melhor mesmo é não definir o que deve ser um rapaz ou uma rapariga.

Maria do Mar Pereira regressou à escola e conviveu com alunos do 8.º ano para estudar os efeitos das diferenças de tratamento entre rapazes e raparigas. A socióloga concluiu que os estereótipos sobre raparigas e rapazes são nocivos para o seu crescimento e sexualidade. “Fazendo género no recreio” é o título da investigação que passa a livro no dia 6 deste mês.

(com Sandra Henriques)

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    A deriva independentista do nacionalismo catalão está a revelar-se mais grave do que Madrid previa inicialmente. Temos posições que não permitem qualquer margem para diálogo e que conduziram o processo a um impasse.

    Um ensaio do LNEC e do Instituto Superior Técnico, no âmbito do KnowRisk, evidencia a importância da tomada de medidas preventivas. Veja os vídeos e compare os dois casos.

    A Alemanha aproxima-se da data do escrutínio de 24 de Setembro com uma economia próspera: muita exportação, muita construção, receitas fiscais abundantes, orçamentos públicos excedentários. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.