Jovens envolvidos em tragédia no Meco eram estudantes universitários

| País
Jovens envolvidos em tragédia no Meco eram estudantes universitários

A ver: Jovens envolvidos em tragédia no Meco eram estudantes universitários

Ainda não se sabe o que levou sete jovens à praia do Moinho de Baixo, no Meco, ao ínicio da madrugada, nem porque estavam tão perto da rebentação. Foram surpreendidos e arrastados por uma onda. Só um conseguiu na altura regressar à costa. Este jovem que deu o alerta, foi transportado para o Hospital Garcia de Orta, em Almada e já teve alta. Há informação de que os jovens eram estudantes universitários, alguns da Universidade Lusófona e teriam alugado uma casa, em Alfarim, no Meco. Uma equipa de psicólogos presta apoio aos familiares das vítimas. Força Aérea, Marinha, Proteção Civil e Bombeiros continuam à procura dos cinco desaparecidos, quatro raparigas e um rapaz.

A informação mais vista

+ Em Foco

Houve aldeias ceifadas e vidas destruídas. O medo viveu ao lado de histórias de heroísmo. Contamos as estórias que agora preenchem dezenas de aldeias esquecidas, muitas pintadas a cinza.

    O incêndio de Pedrógão Grande provocou a morte de 64 pessoas e deixou mais de 200 pessoas feridas. Revisitamos os últimos dias com fotografias e imagens aéreas captadas com recurso a um drone.

      É uma tragédia sem precedentes que vai marcar para sempre o país. O incêndio de Pedrógão Grande fez 64 mortos mais de duas centenas de feridos. Há dezenas de deslocados.

      Nodeirinho é a aldeia mártir do incêndio de Pedrógão Grande. É uma aldeia em ruínas, repleta de casas queimadas e telhados no chão. Um cenário de desolação e dor.