Serviços de Informações vigiam ligações de agentes da PSP à extrema-direita

| País
Serviços de Informações vigiam ligações de agentes da PSP à extrema-direita

Foto: Pedro A. Pina/RTP

Os Serviços de Informações Portugueses estão a investigar alegados casos de agentes e chefes da PSP com ligações a movimentos como os Skinheads ou o Partido Nacional Renovador.

A edição desta quarta-feira do Diário de Notícias revela que alguns dirigentes sindicais foram abordados pelos espiões sobre esta matéria, assim como alguns oficiais no sentido de colaborarem com as investigações.

O ministério da Administração Interna instaurou na última terça-feira nove processos disciplinares devido à atuação dos agentes no Bairro da Cova da Moura, em fevereiro deste ano.

Ouvido pela Antena 1, o dirigente da Associação Sindical dos Profissionais de Polícia da PSP desvaloriza este caso e não acredita que essa afiliação exista, excepto em casos pontuais.

Quanto às ligações a grupos radicais de extrema direita, Paulo Rodrigues pede cuidado na avaliação mas espera que a verdade possa ser apurada.

A Antena 1 procurou entretanto uma reação da Direção Nacional da PSP, que se mantém para já em silêncio.

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP ouviu os seis lideres partidários sobre temas que escapam aos programas políticos e que contribuem para definir o perfil dos candidatos.

    Uma sondagem da Universidade Católica aponta para o fim da hegemonia laranja na Madeira, apesar da vitória do PSD nas regionais (38%) do próximo domingo.

    Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.