Vaticano prefere acabar com o feriado de 1 de novembro

| País

Feriados religiosos ainda sem calendário definitivo
|

Continuam por acertar as datas religiosas que Portugal irá deixar de considerar como feriados. Depois da escolha dos bispos portugueses ter recaído no Corpo de Deus e da Assunção de Nossa Senhora, o Vaticano vem agora dizer que prefere trocar o 15 de agosto pelo primeiro de novembro. A decisão tarda em ser tomada, mas tudo indica que ainda este ano o calendário nacional terá menos dois feriados religiosos.

Tudo se resume a uma troca com o Vaticano a preferir abdicar do 1 de novembro em vez do 15 de agosto. Segundo escreve o Público na sua edição de hoje, a Santa Sé já terá comunicado ao ministro dos Negócios Estrangeiro, Paulo Portas, a sua preferência no sentido de que um dos feriados religiosos a cair seja o 1 de novembro e não o 15 de agosto.

Com esta troca os portugueses deixariam de poder efetuar a habitual romagem aos cemitérios feita em dia feriado do primeiro de novembro e dedicada a Todos os Santos, mas manteriam o 15 de agosto de Assunção de Nossa Senhora como feriado religioso no calendário nacional.

Mesmo assim o porta voz da Conferência Episcopal Portuguesa, padre Manuel Morujão, disse ao Público que “tudo está ainda em aberto”, mas as declarações do presidente do Governo regional da Madeira, Alberto João Jardim, de que manteria o feriado de 15 de agosto “por respeito para com os madeirenses”, poderão ter contribuído para esta nova orientação apresentada pelo Vaticano.

Caso esta tese do Vaticano siga em frente e os dias do Corpo de Deus e de Todos os Santos deixem de ser feriados, o calendário nacional ficará com o registo de feriados religiosos os dias de sexta feira santa, Natal, e as três festas dedicadas a Nossa Senhora: Maria Mãe de Deus, a 1 de janeiro, Assunção a 15 de agosto e Imaculada Conceição a 8 de dezembro.

Tópicos:

1 de novembro, 15 de agosto, Assunção de Nossa Senhora, Corpo de Deus, Vaticano, bispos, feriados, Portugal,

A informação mais vista

+ Em Foco

É até hoje a mais icónica das aventuras da exploração espacial. Há 50 anos, o Homem chegava à Lua à boleia da NASA. Percorrermos aqui todos os detalhes da missão, dia a dia.

    O programa Artemis, da NASA, tem como objetivo regressar ao satélite natural da Terra e, simultaneamente, preparar a viagem a Marte.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.