Bacelar Gouveia alerta para perigos de introduzir estudo da Constituição nas escolas

| Política
Bacelar Gouveia alerta para perigos de introduzir estudo da Constituição nas escolas

O constitucionalista Jorge Bacelar Gouveia alerta para os perigos de introduzir o estudo da Constituição nos currículos escolares, recordando que é um texto complexo.

Em declarações à Antena1, Bacelar Gouveia refere que “há sempre lugar para estudar a Constituição”. “Talvez em diferentes disciplinas, porventura com uma referência mais em História”, considera.

“É preciso algum cuidado com esse tipo de enquadramento para não permitir aproveitamentos políticos. Esse é o primeiro perigo, e em segundo lugar há o perigo da dificuldade em ensinar algo que é fácil, mas também é difícil, e de ter alunos que ainda não têm as competências necessárias para estudar certo tipo de assuntos que são mais complexos do ponto de vista da Constituição”, argumenta.

O Partido Ecologista “Os Verdes” recomenda ao governo que inclua nos programas escolares do 3º ciclo e ensino secundário o estudo da Constituição. O debate é esta quinta-feira e o projeto é votado na sexta-feira.

Os deputados propõem que o estudo seja adequado às idades e que seja distribuído um exemplar gratuito da Constituição a todos os alunos para que em cada casa haja um exemplar. O partido considera que esta é uma forma de os jovens terem a noção dos seus direitos que estão consagrados na lei fundamental.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        A Austrália enfrenta a maior seca de que há memória, afetando agricultores e criação de gado.