Comunistas debatem acordo com os socialistas

| Política
Comunistas debatem acordo com os socialistas

O Partido Comunista Português (PCP) reúne-se a partir desta sexta-feira em congresso na cidade de Almada para eleger um novo Comité Central, renovar o mandato do secretário-geral e efetuar um balanço do acordo inédito com o Partido Socialista (PS).

A 20ª reunião magna dos comunistas portugueses decorrerá no Complexo Municipal dos Desportos "Cidade de Almada", sob o lema "PCP - com os trabalhadores e o povo, democracia e socialismo", cabendo ao secretário-geral, Jerónimo de Sousa, a intervenção de abertura.
A reunião magna dos comunistas termina no domingo.


Com dois orçamentos do Estado viabilizados pelo PCP no âmbito do acordo de governo com o PS, as intervenções políticas dos comunistas não deixarão de vincar as diferenças face aos socialistas.

O líder parlamentar João Oliveira, num trabalho do jornalista João Vasco, fala das divergências que existem com o PS, mas recusa antecipar cenários de crise na atual maioria.

O PCP sublinha as "limitações" por os socialistas "não romperem com os constrangimentos externos" e os "interesses do capital monopolista", lê-se no projeto de resolução política para a reunião magna.

A informação mais vista

+ Em Foco

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Doze meses depois da eleição presidencial de 8 de novembro de 2016, com Donald Trump ao leme da Casa Branca, os Estados Unidos mudaram. E o mundo afigura-se agora mais perigoso.

        Uma caricatura do mundo em que vivemos.