Governo vai alterar incentivos à contratação

| Política
Governo vai alterar incentivos à contratação

A ver: Governo vai alterar incentivos à contratação

As empresas vão passar a contribuir para a segurança social, no caso de novas contratações, e o desconto para a TSU irá durar mais tempo.

Menos benefícios para quem emprega e mais regalias para quem trabalha.

Até aqui, contratar jovens ou desempregados mais velhos isentava as empresas da totalidade da contribuição para a segurança social, durante três anos.

Agora, a proposta do Governo reduz o valor para apenas 50 por cento, mas aumenta a duração do benefício para cinco anos

Já quanto aos estágios, o Governo não deixa de incentivá-los, mas as quer que sejam uma porta de entrada para a contratação efetiva. As empresas que integrarem estagiários nos quadros vão receber do instituto de emprego um prémio equivalente a dois salários desse trabalhador.

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    A Alemanha foi a votos com uma economia próspera. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.

      Em entrevista exclusiva ao "Olhar o Mundo" aquele que já foi o mais novo primeiro-ministro da União Europeia (2014-2016) aconselha Portugal a apostar nas novas tecnologias e na juventude do país.

      O ímpeto independentista ganhou força, motivado pela crise e pelas divergências em relação ao Estatuto da Autonomia da Catalunha.