Marcelo quer vencimentos dos gestores cortados na Caixa como nos bancos privados

| Política
Marcelo quer vencimentos dos gestores cortados na Caixa como nos bancos privados

Foto: Lusa

O Presidente da República diz que o banco público devia fazer o mesmo que fizeram alguns bancos privados, ou seja, cortar o salário dos administradores.

Foi esta a mensagem de Marcelo Rebelo de Sousa no dia em que os salários dos gestores da Caixa Geral de Depósitos incendiaram a troca de argumentos no parlamento.

"Se há fundos públicos, não é possível nem desejável pagar o que se pagaria se fosse um banco privado sem fundos públicos", disse o chefe de Estado aos jornalistas em Braga.

Os salários dos administradores da Caixa Geral de Depósitos levaram o PSD a dizer que é inaceitável e vergonhoso o nível salarial dos administradores da Caixa e que é uma vergonha quando se fala de um banco que precisa de milhões de euros dos impostos dos portugueses.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 260 episódios, o projeto chegou às mais diversas áreas: saúde, engenharias, astronomia, tecnologia, química, história, filosofia, desporto ou geografia.

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.