Marcelo Rebelo de Sousa acusa Passos Coelho de ter sido “no mínimo descuidado e no máximo desastrado”

| Política
Marcelo Rebelo de Sousa acusa Passos Coelho de ter sido “no mínimo descuidado e no máximo desastrado”

Marcelo Rebelo de Sousa considerou que o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, não teve noção do impacto das medidas que anunciou. O conselheiro de Estado mostrou na noite passada muitas dúvidas em relação ao anunciado e acusou Passos Coelho de ser concreto apenas “para o mexilhão”.

No seu espaço habitual de comentário semanal na TVI, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que o discurso de Passos Coelho foi “no mínimo descuidado e no máximo desastrado”, visto que não explicou “o que se está a passar”.

Marcelo Rebelo de Sousa pediu explicações, nomeadamente em relação à decisão de baixar os vencimentos dos trabalhadores por conta de outrem em um salário por ano. “Estou à espera que o primeiro-ministro explique por que não é imposto”, referiu.

O antigo líder do PSD defendeu ainda que o primeiro-ministro só detalhou uma parte das medidas de austeridade. “Para o mexilhão foi concreto. Para outras espécies mais sofisticadas foi genérico”, criticou.

(com Sandra Henriques)

A informação mais vista

+ Em Foco

A ONU alerta para um ano de grande instabilidade e de necessidades maiores por parte da população civil.

Em entrevista à Antena 1, o presidente do PS elogia a chamada "geringonça", mas coloca reservas quanto à hipótese de ter BE e PCP num futuro executivo socialista.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.