Nuno Crato anuncia 12 milhões para a ciência disponíveis num prazo de três semanas

| Ciências

|

O ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, anunciou hoje um reforço de 12 milhões de euros para a área da ciência, que estarão disponíveis num prazo máximo de três semanas. As declarações foram feitas à Rádio Renascença e ao Jornal de Negócios, onde o ministro disse que o dinheiro servirá para "reforçar o número de bolsas", "mais algumas centenas de bolseiros": "Isto será aplicável dentro de uma semana, duas semanas, três semanas", disse Crato.

Ao mesmo tempo que a entrevista de Nuno Crato era difundida pela Rádio Renascença, a comunidade científica começou já a ser informada destas novidades por e-mail, que incluem a auditoria pedida pelo Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia (CNCT) à Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), responsável pelas bolsas de investigação e bastante criticada na sequência do mais recente concurso. Na altura, alguns investigadores dos paínéis de avaliação ameaçaram demitir-se.

Recorde-se que o Conselho Nacional para a Ciência e Tecnologia emitiu, após a sua reunião com a secretária de Estado da Ciência, Leonor Parreira, um parecer bastante criítico sobre a política científica em Portugal. Nesse texto, que demorou três semanas a ser divulgado, o CNCT critica o executivo de Passos Coelho sobre a génese da tomada de decisões para a área da ciência, demasiadas vezes sem ouvir os principais atores do processo de investigação. O Conselho exige do Governo que torne públicos o plano e estratégia para esta área, que devem ser comunicados de forma "clara e atempadamente".

Uma das principais críticas do Conselho no seu comunicado foi a redução do número de bolsas, que Crato parece querer corrigir com este anúncio. "O CNCT preocupa-se com a redução muito significativa do número de bolsas individuais atribuídas pela FCT no concurso de 2013 (em relação a 2012, 35% nas bolsas de doutoramento e 65% nas bolsas de pós-doutoramento, pelos valores atuais fornecidosao Conselho)", diz o Comunicado do Conselho. "A estratégia que terá resultado nesta redução, apesar deter sido anunciada no 'site' da FCT desde Maio de 2013, não foi debatida com a comunidade científica, tendo trazido instabilidade ao sector."

A informação mais vista

+ Em Foco

Em Pedrógão Grande, dois anos depois dos incêndios, quase só os estrangeiros são atraídos para a região.

Uma equipa da RTP acompanhou o curso dos novos seguranças pessoais, "sombras" de quem protegem.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.