Nuno Crato reconhece que negociações ficaram "longe" de um acordo

| Política
Nuno Crato reconhece que negociações ficaram longe de um acordo

A ver: Nuno Crato reconhece que negociações ficaram "longe" de um acordo

O ministro Nuno Crato emitiu na noite de sexta feira uma declaração acusando "alguns sindicatos" de não se disporem a compromissos sobre futuras greves, mas tentando estabelecer uma distinção com sindicatos, como a FNE, com quem diz existir uma hipótese de diálogo, explorada também pelo secretário de Estado João Casanova. O conteúdo das propostas governamentais, sustentou o ministro, não cria um abismo intransponível. Nuno Crato concluiu a sua intervenção apelando a que os professores não fizessem greve em dia de exames.

A informação mais vista

+ Em Foco

A Grécia agradeceu a Portugal a solidariedade do país pela disponibilidade de receber mil migrantes e refugiados, atualmente alojados em condições precárias naquele país.

A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.