Octávio Teixeira afirma que ida de Seguro ao Clube de Bilderberg significa que está disponível para cair na rede neoliberal

| Política
Octávio Teixeira afirma que ida de Seguro ao Clube de Bilderberg significa que está disponível para cair na rede neoliberal

Foto: Antena1

No Conselho Superior da Antena1 desta manhã, Octávio Teixeira considera que o facto de o secretário-geral do PS, António José Seguro, ter aceitado o convite para participar na reunião do Clube de Bilderberg significa que está disponível para cair na rede neoliberal.

A aceitação de António José Seguro do convite para ir ao encontro da “mais poderosa rede de influência a nível mundial” só pode ter uma leitura para Octávio Teixeira: “É que no mínimo também ele está aberto e disponível para cair na rede, ser doutrinado pelos donos do mundo neoliberal”.

O antigo líder parlamentar do PCP afirma que o Clube de Bilderberg reúne “os mentores e defensores da globalização neoliberal assente na liberdade máxima para o mundo das Finanças, ainda que isso implique a restrição da liberdade dos cidadãos”.

Nesta iniciativa que junta “políticos e banqueiros à porta fechada”, Pinto Balsemão representa Portugal e boa parte dos portugueses que tem convidado são pessoas que podem vir a ser primeiros-ministros de Portugal, recorda Octávio Teixeira.

Este ano os convites foram dirigidos ao líder socialista e ao presidente do CDS-PP. “Seguro porque pode vir a suceder a Passos Coelho, e Portas possivelmente porque Balsemão pensará que poderá ser ele o aliado preferencial de Seguro se este ascender a primeiro-ministro”.

Em declarações ao jornalista Luís Soares, o economista congratula-se ainda com o facto de o centrista Pires de Lima ter defendido a saída de Portugal do euro no Conselho Superior da Antena1 desta quarta-feira.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Foi há 50 anos que o Homem partiu para a Lua. De Cabo Canaveral, nos EUA, seguiram três astronautas para colocar os nomes na história da humanidade.

Ouvido pela RTP, o artista chinês mostra-se convicto de que Hong Kong e Macau não serão, no futuro, controlados pela China.

Começa a legislatura do Parlamento Europeu saído das últimas eleições. Conheça aqui os eurodeputados portugueses e as suas prioridades.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.